Confira a carta do papa Francisco para o XV Congresso da Pastoral Familiar

E-mail Imprimir PDF

FranciscoAudenciaGeneral_ACIPrensa_480O papa Francisco enviou um telegrama ao XV Congresso Nacional da Pastoral Familiar, que acontece em Cuiabá (MT) até este domingo. No texto, assinado pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, é enviada a saudação do pontífice a todos os organizadores e participantes do evento. Francisco exortou todos “a abrir-se às luzes e moções do Espírito Santo, lembrando que ‘cada família, mesmo na sua fragilidade, pode tornar-se uma luz na escuridão do mundo’ (Amoris laetitia, 66), deixando-se transfigurar sempre mais pela luz do Senhor Ressuscitado, através de um contínuo e perseverante caminho de conversão que permita viver uma verdadeira comunhão de amor”.

Foto: ACI/Prensa

Confira a carta na íntegra enviada ao presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB, dom João Bosco Barbosa de Sousa:

Excelência Reverendíssima,

Cumpro o dever de transmitir a Vossa Eminência o seguinte telegrama:

“Excelência Ver.ma

Sua Santidade o Papa Francisco, tendo sido informado da realização do XV Congresso Nacional da Pastoral Familiar, nos dias 8 a 10 de setembro de 2017 na Arquidiocese de Cuiabá, saúda todos os organizadores e participantes desse evento que se propõe a fazer da “família, uma luz para a vida em sociedade”, como recita o tema desse Congresso. Para isso, exorta-os a abrir-se às luzes e moções do Espírito Santo, lembrando que “cada família, mesmo na sua fragilidade, pode tornar-se uma luz na escuridão do mundo” (Amoria laetitia, 66), deixando-se transfigurar sempre mais pela luz do Senhor Ressuscitado, através de um contínuo e perseverante caminho de conversão que permita viver uma verdadeira comunhão de amor, pois, “se nos amarmos uns aos outros, Deus permanecerá em nós” (1Jo 4, 12). É desse modo que as famílias, com o testemunho da palavra, “falam de Jesus aos outros, transmitem a fé, despertam o desejo de Deus e mostram a beleza do Evangelho e do estilo de vida que se propõe. Assim os esposos cristãos pintam o cinzento espaço público, colorindo-o de fraternidade, sensibilidade social, defesas das pessoas frágeis, fé luminosa, esperança ativa. A sua fecundidade alarga-se, traduzindo-se em mil e uma maneiras de tornar o amor de Deus presente na sociedade” (Amoris laetitia, 184). Para confirmar tais propósitos que confia à Nossa Senhora Aparecida, o Papa Francisco envia-lhe uma propiciadora Bênção Apostólica, pedindo que não deixem de rezar por ele.

Cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado”.

Unindo-me à mensagem, de coração expresso meus mais sinceros votos de brilhantismo ao Congresso e aproveito o ensejo para manifestar-lhe sentimentos de sincera amizade, de Vossa Excelência Dom Giovanni d’Aniello Núncio Apostólico no Brasil

Revista Digital

<div id="opt_1"></div>